Páginas

quarta-feira, 5 de novembro de 2014

Professores de Saloá deflagram greve por tempo indeterminado.


Os professores da rede municipal de ensino, da cidade de Saloá, decretaram greve por tempo indeterminado, na manhã da última terça-feira (04), no Plenário da Câmara de Vereadores. Está é a 1ª greve da história do município de Saloá. Segundo noticiado no blog do vereador, Wellington Freitas, depois de muitas tentativas governo e professores não chegaram a um entendimento, classe reivindica entre outros direitos repasse de 8,32% que a prefeitura vem negando desde o mês de Janeiro de 2014. Possivelmente Saloá é o único município de Pernambuco que não fez o repasse.

Cerca de 50 professores efetivos estiveram presentes na reunião que culminou com a deflagração da greve. A decisão foi unânime e nenhum dos presentes apresentou proposta que não fosse a GREVE. Exatamente às 11:02h depois de votação ficou decidido que os professores da rede pública de ensino, foi deflagrado oficialmente GREVE POR TEMPO INDETERMINADO.

Negociação – Antes da assembléia a representante do sindicato a Srª. Aparecidida, juntamente com a comissão que representa os professores tentaram contato com o prefeito Ricardo Alves (PMDB) onde o mesmo disse que não negociaria com o sindicato que não está legalizado, propôs negociar apenas com a comissão, onde os mesmos disseram que tinham representatividade legalizada e não aceitaram a conversa sem a presença do sindicato. Ainda segundo membros da comissão, o prefeito teria pedido para  um vereador chamar a comissão de professores para junto com a comissão da prefeitura irem até o tribunal (sem informar porém qual seria o tribunal) resolver a questão.

Os professores pedem o apoio dos alunos, dos pais e de toda sociedade. Nesta quarta (05) haverá concentração em frente à prefeitura e depois irão até o ministério público solicitar uma audiência pública com o promotor Alexandre Bezerra.

Fonte:

Blog do vereador Wellington Freitas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário