Páginas

quinta-feira, 6 de novembro de 2014

Papéis do Corpo de Bombeiros e do Samu em atendimentos sofrerão mudanças.



O Corpo de Bombeiro não vai mais atender aos chamados relacionados à emergência clínica. A partir da próxima segunda-feira (10), essa será atribuição, apenas, do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Aos militares caberá o socorro das vítimas de traumas, como em acidentes de carro e deslizamento de barreiras, que também vai ser feito pelo Samu, como já é hoje.

A mudança possibilitará um melhor atendimento à população, segundo a Secretaria de Defesa Social (SDS). Além disso, será evitado o envio de viaturas das duas corporações para a mesma ocorrência de clínica médica, deixando outros chamados descobertos.


Com a “agenda” mais folgada, os militares poderão ainda aumentar a atenção em relação às vítimas das agressões, que corresponde, hoje, a apenas 2% do total de resgates feitos pelos bombeiros. Apesar da readequação do atendimento, os números dos dois órgãos continuam os mesmos, sendo 192, o do Samu, e 193, o dos bombeiros.

Um comentário:

  1. Em uma emergência de verdade com o SAMU você se lasca, posso dizer pois precisei pra minha mãe que estava com problema respiratório grave e não havia ambulância no hospital MAD, ligamos pro 192 e estava difícil pois só tínhamos celulares, ao conseguir tive que dá uma entrevista ao atendente que pediu pra esperar, após uns seis minutos ligamos de novo e ele disse que estava tentando entra em contato, foi que por muita sorte passou um senhor com uma pampa e socorreu, fica difícil o socorro de urgência pelo SAMU com esse processo sem ter contato direto com nossa base de Bom Conselho.A nossa viatura é bem equipada, nossos enfermeiros são dos melhores, e pra que tanta burocracia e entrevista? é pra ve se morre e não chama mais? fica aqui dito. Roberto de dico.

    ResponderExcluir